quinta-feira, janeiro 20, 2011

Gorduras: Bandida ou mocinha?


É preciso comer de tudo, inclusive gorduras – elas são parte vital de uma dieta saudável. Gorduras essenciais, como os ácidos graxos ômega, reduzem o risco de doenças cardiovasculares.

O problema é quanto se come e de que tipo. O ideal é que a proporção seja de 27% a 30% das calorias diárias, divididos entre a gordura saturada (7%), monoinsaturada (10%) e poliinsaturada (10%).

As gorduras saudáveis são as insaturadas, poli ou mono. Embora tenham as mesmas 9 calorias por grama de qualquer gordura, elas limpam as artérias do corpo. As poliinsaturadas abaixam o LDL e o colesterol total. São encontradas em óleos vegetais como o de soja, milho e girassol e em margarinas cremosas e light. Nesse grupo estão os ácidos graxos ômega, chamados de essenciais porque são vitais e não são fabricados pelo organismo. As monoinsaturadas estão presentes em certos óleos vegetais, como o de oliva e de canola, nozes, avelãs, castanhas, amêndoas e no abacate.

As ovelhas negras são mesmo as gorduras saturadas, que fazem o corpo fabricar mais colesterol.

As boas

- Abacate
- Atum
- Bacalhau
- Carnes magras
- Castanhas
- Feijão de soja
- Leite, queijo e iogurte desnatados
- Azeite de oliva
- Óleos vegetais (arroz, milho, canola, soja, girassol) - Ostras
- Salmão
- Sardinha

As más

- Carnes gordurosas
- Sanduíches de fast-food
- Frituras
- Laticínios integrais
- Chantilly
- Maionese
- Massas doces
- Molhos cremosos
- Óleo de coco, dendê e amendoim

As piores

- Batatas fritas de fast-food
- Biscoitos recheados
- Bolos e sonhos de padaria
- Gordura vegetal hidrogenada
- Margarinas sólidas (não cremosas nem light)
- Sorvetes

Editora responsável: Dra. Elisabete Almeida - drabetty@lincx.com.br
Postar um comentário