domingo, abril 17, 2011

Plantas e vida. Uma reflexão.

Anthurium andreanum
"Flor de Maio" Paphiophillus

Costela de Adão
Fotos:
By Vera Lee


Ainda estou pesquisando nomes das que ainda não sei,  mas já  digo com orgulho que só falta saber o nome de umas duas ou três! 
E isso, contando é claro, com a opnião e conhecimento de amigos vários, principalmente nas comunidades de botânica e plantas em geral pela internet. Deixo o link qui para quem quiser visitar, são interessantes e agregam valor aos nossos conhecimentos parcos sobre plantas, principalmente as medicinais e o seu uso no dia a dia em nossas vidas.

Botânica
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=54823
Nosso Cantinho verde:
 http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=58471421

Para quem gosta de plantas,são ótimas.
Quem diria que um dia eu iria me apaixonar por essa atividade, da qual ainda nem posso me dedicar com afinco???  Digamos, com afinco quando estiver aprendendo e realizando.
São várias espécies no pequeno espaço, que convivem ali lado a lado já a mais de 12 anos.
Até as plantas nos transmitem formas de viver em harmonia. É só observar silenciosamente e elas se comunicam com algo dentro de nós, superior a qualquer razão e consoante com a épca que vivemos. Não importa se as tem num apto, kitinete ou numa fazenda. 
O que importa é entender que são seres vivos,  tanto quanto ou mais todos os outros seres.
Agora, vi a primeira folhinha no Paphiofillus, que é mais conhecido como "Flor de Maio", "sapatinho" " ou " Tamanquinho". Surgindo ainda timidamente dentre as folhas protetoras , já se vê as cores que terá ao desabrochar.
Que emoção! é como  apreciar o começo da vida...
Ela desabrocha nessa época, Maio/Junho, dando lindas flores  delicadas e interessantes.
 fica parecendo um tamanquinho! é uma graça.

Paphiophillus
Essa foto está um pouco embassada, mas prometo tirar uma mais nitida nessa nova floração que ela terá.
Precisamos nos entregar mais assiduamente, a atividades junto a natureza, ou que nos leve a um contato maior e mais frequente com ela. 
Isso se reflete imediatamente  em nosso modo de encarar a vida, notamos que os pesos que carregávamos ficam mais leves, porque principalmente não trazem a sombra do arrependimento.
Essa vózinha, de quem herdei essas plantinhas queridas, dizia o seguinte: De tudo, tudo nessa vida podemos nos livrar, resolver. Mas se tem uma coisa que a gente não consegue transmutar é o Arrependimento.
Façam as coisas sempre com amor, só ele não deixa que venha o arrependimento.

Postar um comentário