domingo, outubro 23, 2011

Astrônomos encontram oceanos de água em disco planetário

Redação do Site Inovação Tecnológica - 20/10/2011Astrônomos encontram oceanos de água em disco planetário

A estrela em torno da qual há tanto vapor de água é a TW Hidra, localizada a 175 anos-luz da Terra. [Imagem: ESA/NASA/JPL-Caltech/Leiden Observatory]
Água para planetas
Astrônomos detectaram vapor de água congelada "envelopando" um disco de poeira ao redor de uma estrela jovem.
O disco de poeira poderá no futuro dar origem a um sistema de planetas que, por sua vez, herdarão essa grande quantidade de água.
Isto sugere, segundo a equipe do telescópio espacial Herschel, que "planetas cobertos por água, como a Terra, podem ser comuns no Universo".
Anteriormente já havia sido detectado vapor de água quente em discos planetários - discos de poeira que darão origem a planetas.
Mas esta é a primeira vez que se detecta vastas quantidades de água se estendendo muito além do próprio disco de poeira, onde se acredita que os cometas sejam formados.
"Quanto mais água estiver disponível no disco para a formação de cometas contendo gelo, maiores serão as chances de que grandes quantidades de água eventualmente alcancem os planetas durante impactos," afirma a nota da NASA.
Milhares de oceanos
"Nossas observações desse vapor frio indicam que há água no disco suficiente para encher milhares de oceanos da Terra," afirmou o astrônomo Michiel Hogerheijde, coordenador da pesquisa.
A estrela em torno da qual há tanto vapor de água é a TW Hidra, localizada a 175 anos-luz da Terra.
Água orto e água para
O vapor detectado vem de um grande reservatório de grânulos de gelo, que interagem com a luz ultravioleta da estrela. Os astrônomos acreditam que esses grânulos se ajuntem para formar cometas.
As moléculas de água têm duas formas de "spin", chamadas orto e para, conforme a orientação do núcleo de hidrogênio.
Nesta pesquisa, os astrônomos compararam a proporção entre água orto e para vista na TW Hidra com aquela observada em cometas, e encontraram valores muito baixos - proporções pequenas indicam temperaturas mais baixas, embora na prática a análise seja bem mais complicada.
Postar um comentário