sábado, março 03, 2012

"O Veneno Está na Mesa"


A facilidade como que no Brasil se consome agrotóxicos é o tema do novo documentário de Silvio Tendler, chamado “O veneno está na mesa”. O cineasta ouviu pesquisadores, representantes do governo federal e pequenos agricultores sobre os riscos do uso do produto. A matéria completa sobre o filme foi publicado hoje, no Caderno Razão Social que está nas bancas. Na próxima edição do Caderno, que circulará no dia 2 de setembro, vamos aprofundar a discussão sobre o tema.

O Brasil é o país do mundo que mais consome agrotóxicos: 5,2 litros/ano por habitante. Muitos desses herbicidas, fungicidas e pesticidas que consumimos estão proibidos em quase todo mundo pelo risco que representam à saúde pública.
O perigo é tanto para os trabalhadores, que manipulam os venenos, quanto para os cidadãos, que consumem os produtos agrícolas. Só quem lucra são as transnacionais que fabricam os agrotóxicos. A idéia do filme é mostrar à população como estamos nos alimentando mal e perigosamente, por conta de um modelo agrário perverso, baseado no agronegócio.

O Brasil é o país do mundo que mais consome agrotóxicos: 5,2 litros/ano por habitante. Muitos desses herbicidas, fungicidas e pesticidas que consumimos estão proibidos em quase todo mundo pelo risco que representam à saúde pública.
O perigo é tanto para os trabalhadores, que manipulam os venenos, quanto para os cidadãos, que consumem os produtos agrícolas. Só quem lucra são as transnacionais que fabricam os agrotóxicos. A idéia do filme é mostrar à população como estamos nos alimentando mal e perigosamente, por conta de um modelo agrário perverso, baseado no agronegócio.
 Clique na imagem abaixo e assista o documentário “O veneno está na mesa”, de Silvio Tendler. Nele, você entenderá os motivos de o Brasil ser o país do mundo que mais consome agrotóxicos: 5,2 litros/ano por habitante. Muitos desses herbicidas, fungicidas e pesticidas que consumimos estão proibidos em quase todo mundo pelo risco que representam à saúde pública.
Postar um comentário