sexta-feira, junho 15, 2012

Revestimento "gelofóbico" não congela nunca


Revestimento

Um passo de cada vez
Engenheiros da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, descobriram uma forma de tornar qualquer superfície metálica imune ao acúmulo de gelo.
A descoberta terá impactos em uma série de aplicações, de geladeiras a turbinas eólicas, passando pela fuselagem de aviões e pelos telhados em países frios.
O resultado é um melhoramento em relação a um feito anterior da equipe, que havia criado umasuperfície que repele as gotas de água antes que elas congelem.
Mas o tratamento das superfícies então desenvolvido não dava bons resultados em condições de elevada umidade, como quando a superfície é atingida por neblina ou condensação (embaçamento).
Nesse meio tempo, a equipe da professora Joanna Aizenberg criou omaterial sintético mais escorregadio do mundo, que o grupo batizou de SLIPs, "escorregar" em inglês, mas também uma sigla para Slippery Liquid-Infused Porous Surfaces - superfícies escorregadias porosas com infusão líquida.
Agora eles encontraram uma forma de juntar as duas coisas, criando uma técnica que permite incorporar as superfícies superlisas em superfícies metálicas.
À prova de gelo
A união das duas técnicas foi obtida criando uma interface molecular que fica imobilizada sobre a camada nanoestruturada.
Ao contrário da superfície inicial, onde apenas gotas maiores escorregavam com facilidade, neste novo revestimento praticamente nada consegue se firmar, nem líquido (de gotas de chuva a gotículas microscópicas de condensação) e nem sólidos (gelo).
O segundo passo foi encontrar uma forma de fixar o revestimento superlubrificante aos metais, o que foi conseguido colocando uma primeira camada com um revestimento com rugosidades microscópicas, onde a camada lubrificante consegue aderir.
Os testes desse novo material "gelofóbico" foram feitos em congeladores, mostrando um desempenho muito superior ao das técnicas "frost-free" dos refrigeradores atuais - o novo material acumulou 10 vezes menos gelo.
Além da inibição da formação do gelo, o material gerou uma significativa diminuição no consumo de energia dos congeladores onde foram feitos os testes.
Bibliografia:

Liquid-Infused Nanostructured Surfaces with Extreme Anti-Ice and Anti-Frost Performance
Philseok Kim, Tak Sing Wong, Jack Alvarenga, Michael J. Kreder, Wilmer E. Adorno-Martinez, Joanna Aizenberg
ACS Nano
Vol.: Just Accepted
DOI: 10.1021/nn302310q
Postar um comentário