quarta-feira, outubro 10, 2012

The Tesla Gun



Balas? Projéteis? Nada disso: a arma montada pelo cientista Rob Flickenger dispara fortes descargas elétricas. No ano passado, depois de ler a história em quadrinhos The Five Fists of Science (“Os Cinco Punhos da Ciência”), em que o inventor Nikola Tesla combate o crime usando duas “bobinas de Tesla” (aparelhos que descarregam eletricidade no ar), Flickenger perguntou a si mesmo como poderia fazer algo parecido.
Com a ajuda de Rusty Oliver, do estúdio de arte industrial HazardFactory, começou a construir uma “arma” que ficasse tão legal quanto a que viu nos quadrinhos: criou um molde de argila com base em uma pistola de dardos de borracha, derreteu latas e ferro-velho e despejou o líquido no molde. E isso foi apenas o começo.



Flickenger havia assistido a aulas gratuitas do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts, EUA) sobre eletricidade de alta voltagem e já havia trabalhado com bobinas de Tesla. Ainda assim, criar uma versão portátil (e segura) foi desafiador.

A “Arma de Tesla”

Nesse projeto, Flickenger gastou cerca de $800 (em torno de R$ 1,6 mil) e 9 meses de trabalho. Materiais relativamente baratos foram aproveitados ao máximo: uma bateria de furadeira de 18 volts gera a corrente necessária, e, dentro da arma, um transformador de uma televisão antiga e circuitos adicionais aumentam a corrente e a jogam em um conjunto de capacitores, que armazenam a energia.
Quando a corrente atinge 20 mil volts, é forte o suficiente para saltar entre os dois filamentos de tungstênio dentro da arma – o calor gerado é contido por uma peça de porcelana fabricada pelo próprio Flickenger, e um cooler de um computador velho ajuda a resfriar o aparelho.
A corrente passa pela bobina primária, induz uma corrente na secundária e cria um campo magnético que, por sua vez, induz um campo elétrico no anel de alumínio na ponta da arma. Ali, são gerados os raios elétricos, e o aparelho pode funcionar por até 30 minutos antes de precisar resfriar. “Quando está ligado, ele faz a sala cheirar a tempestade”, conta o inventor.
Flickenger conecta a arma ao chão por meio de um fio, para evitar que a corrente não “escape” pela parte de alumínio e o acerte – a eletricidade gerada é letal.
Embora a arma não possa ser usada para lutar contra o crime, Flickenger garante que ela faz muito sucesso em festas. [PopSci]
Postar um comentário