sábado, dezembro 01, 2012

Usina Solar Inaugurada em Campinas - A maior do Brasil


Usina solar na subestação Tanquinho em campinas


Confirmado como a maior usina solar brasileira, o terminal, avaliado em R$ 13,8 milhões e aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) iniciou a operação na tarde de terça-feira, 28, em Campinas. O objetivo é que a produção auxilie no abastecimento da cidade no próximo ano, uma vez que a principal função da usina é converter a luz solar em eletricidade.
A expectativa da Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL) – criadora do projeto - é que as placas instaladas na subestação Tanquinho consigam abastecer mensalmente 657 clientes, que consomem em média 200 kWh. A companhia informou que 70% dos habitantes campineiros se enquadram nessa faixa de consumo.
A pesquisa sobre a usina vai ocorrer até o inicio de 2015, quando a CPFL energia deverá propor à Aneel arranjos técnicos comerciais para a inserção da geração fotovoltaica – mesmo procedimento da usina campineira - na matriz energética brasileira.
O diretor da CPFL, Rubens Bruncek Ferreira, destacou que desde então a proposta é verificar quais são as melhores tecnologias para cada região do país.
Vantagens
A energia solar não polui durante o uso. A poluição decorrente da fabricação dos equipamentos necessários para a construção dos painéis solares é totalmente controlável.
As centrais necessitam de manutenção mínima.
Os painéis solares são a cada dia mais potentes ao mesmo tempo que seu custo vem caindo. Isso torna cada vez mais a energia solar uma solução economicamente viável.
A energia solar ainda é excelente em lugares remotos ou de difícil acesso, pois sua instalação em pequena escala não obriga a enormes investimentos em linhas de transmissão.
Em países tropicais, como o Brasil, a utilização dessa energia é viável em praticamente todo o território.
fontes;Portal de Paulinia/CicloVivo


Postar um comentário