sexta-feira, maio 31, 2013

Tecido drena suor para fora da roupa

Redação do Site Inovação Tecnológica - 27/05/2013

As gotas chegam a saltar do tecido - até serem coletadas pelas fibras hidrofílicas, que as levam para o outro lado da roupa. [Imagem: Holly Ober/UC Davis]



Tecnologia microfluídica  

Um tecido impermeável que, em vez de tentar absorver o suor, faz com que ele simplesmente escorra para fora da roupa.

Esta é a mais recente aplicação da tecnologia microfluídica desenvolvida por bioengenheiros da Universidade da Califórnia, em Davis, nos Estados Unidos.

O novo tecido funciona como a pele humana, transformando o excesso de suor em gotas que então escorrem pela roupa, saindo diretamente pelo lado de fora do tecido.

A microfluídica, que se concentra em fabricar "laboratórios em um chip", usa minúsculos canais para manipular os fluidos. Para que os fluidos escorram pelos microcanais, é necessário dotá-los de segmentos hidrofílicos - que atraem água - ou hidrofóbicos - que repelem água, conforme a situação.

A mesma equipe já havia usado esta técnica para criar o protótipo de um "USB" para diagnósticos médicos.

Agora, Siyuan Xing e Jia Jiang se deram conta de que o mecanismo que funciona no interior dos microcanais também pode funcionar em superfícies externas e muito maiores.

Microfluídica têxtil

A dupla desenvolveu uma "plataforma microfluídica têxtil" usando uma malha de fibras hidrofílicas costuradas sobre um tecido altamente repelente à água.

Eles criaram padrões de fios que sugam as gotas de água de um dos lados do tecido, empurram essas gotas ao longo das linhas, até expeli-las do outro lado.

"Nós intencionalmente não usamos nenhuma técnica avançada de microfabricação, tornando tudo compatível com o processo de fabricação de tecidos, é muito fácil de escalonar," disse Xing.

Além dos fios conduzirem a água através da ação capilar, as propriedades repelentes de água do tecido circundante também ajudam a canalizar a água para o lado de fora da roupa.

Ao contrário dos tecidos convencionais, o efeito de bombeamento da água continua a funcionar mesmo quando as fibras condutoras estão completamente saturadas - isso é possível por causa do gradiente de pressão gerado pela tensão superficial das gotículas.

O restante do tecido permanece respirável e completamente seco.

Ajustando o padrão das fibras condutoras de água e a forma como elas são costuradas em cada lado do tecido, é possível controlar onde o suor é recolhido e por onde ele vai escoar no lado de fora.
Bibliografia:

Interfacial microfluidic transport on micropatterned superhydrophobic textile
Siyuan Xing, Jia Jianga, Tingrui Pan
Lab on a Chip
Vol.: 13, 1937-1947
DOI: 10.1039/C3LC41255E
Postar um comentário