quinta-feira, abril 16, 2015

Sala de teletransporte fica do tamanho de um chip

Redação do Site Inovação Tecnológica - 10/04/2015

Sala de teletransporte fica do tamanho de um chip

Teletransporte quântico
O teletransporte quântico já se tornou prático, embora esse fenômeno de entrelaçamento entre luz e matéria continue a desafiar interpretações.
Essa técnica deverá se tornar cada vez mais importante não apenas para os estudos de física fundamental, mas também com vistas a futuras aplicações práticas, sobretudo no campo da computação quântica.
O interesse na área aumentou ainda mais depois que físicos garantiram que ele poderá estar na base da transmissão de informações acima da velocidade da luz.
E esses estudos ficarão agora grandemente facilitados graças ao trabalho de Genta Masada e uma equipe que envolveu pesquisadores do Japão, Reino Unido e EUA.
Sala de teletransporte fica do tamanho de um chip
E este é o laboratório - equivalente ao chip acima - onde a equipe fazia os experimentos de teletransporte até agora - foi aqui que o teletransporte ficou prático para a computação quântica, em um experimento realizado em 2013. [Imagem: CQP/Bristol]
Chip de teletransporte
Masada criou uma espécie de "sala de teletransporte" dentro de um chip - o aparato necessário até agora para fazer experimentos desse tipo enche uma sala inteira.
A integração permite a transferência de dados de um fóton para outro à distância.
Como cada fóton pode funcionar como um qubit, ou servir de interligação entre qubits, a miniaturização obtida efetivamente coloca um processador quântico - ou, no mínimo, uma memória quântica - dentro de um chip fotônico.
"Ser capaz de replicar um circuito óptico que normalmente exige um aparato do tamanho de uma sala em um chip fotônico é um avanço tremendo. De fato, nós reduzimos um sistema óptico quântico muito complexo em 10.000 vezes," disse o professor Jeremy O'Brien, membro da equipe.
Bibliografia:

Continuous-variable entanglement on a chip
Genta Masada, Kazunori Miyata, Alberto Politi, Toshikazu Hashimoto, Jeremy L. O Brien, Akira Furusawa
Nature Photonics
Vol.: Published online
DOI: 10.1038/nphoton.2015.42

Postar um comentário