sábado, março 19, 2011

Acupuntura: Cura Milenar


1 O PODER DAS AGULHAS
Embora seja alvo de muitas pesquisas nos maiores centros médicos do mundo, os mecanismos da acupuntura ainda não foram totalmente desvendados. As explicações encontradas até agora, porém, foram suficientes para convencer muitos médicos a apostar no seu poder terapêutico. No Brasil, a técnica chinesa só foi reconhecida como especialidade médica pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) em agosto de 1995. Antes disso, porém, já existiam diversos centros funcionando junto às universidades e hospitais-escola. É o caso do departamento de Medicina Chinesa e Acupuntura da Universidade Federal de São Paulo, onde médicos de várias especialidades aprendem a usar as agulhas contra dores crônicas e reumáticas, cólicas e enxaquecas.A acupuntura existe há 5 mil anos. Consiste na introdução de agulhas muito finas, feitas de aço, prata ou ouro, em certos pontos da pele. São áreas situadas nos chamados meridianos, os canais de circulação das energias yin (negativa) e yang (positiva) pelo corpo. Segundo a medicina chinesa, nosso estado de saúde depende justamente do fluxo dessas energias no nosso corpo.
2 EM BUSCA DO EQUILÍBRIO
De acordo com esse raciocínio, as doenças e disfunções — inclusive a obesidade — se manifestam quando há algum desequilíbrio entre os princípios yin e yang. O desaparecimento dos mal-estares ou doenças, portanto, está diretamente ligado à redistribuição dessas energias pelo organismo. É o que se pretende com a introdução das agulhas em certos pontos da pele escolhidos de acordo com o efeito desejado. A existência dos fluxos de energia e sua influência sobre o corpo é o lado da acupuntura que a ciência ainda não conseguiu explicar. Mas há outros aspectos em que a medicina oriental e a ocidental já concordam. Os pesquisadores confirmaram, por exemplo, que a maioria dos 365 pontos clássicos da acupuntura está localizada em áreas do corpo muito ricas em fibras nervosas.
3 ESPETADA NO CÉREBRO
Quando penetra na pele, a agulha gera nessas fibras um impulso elétrico conduzido pelo sistema nervoso periférico até o cérebro. Esse estímulo atravessa uma região chamada formação reticular (no tronco cerebral), depois passa pelo mesencéfalo e finalmente se distribui por várias áreas do cérebro. Atinge principalmente o hipocampo (centro ligado à memória) e o hipotálamo (região que controla o sistema nervoso central e o sistema hormonal). Os impulsos criados pelas agulhas provocam reações distintas no sistema nervoso, de acordo com a sua intensidade. Mais fortes, estimulam as fibras nervosas do tipo Delta A, que favorecem a liberação de potentes substâncias analgésicas fabricadas pelo próprio organismo, como a endorfina e a encefalina. Mais suaves, atingem as fibras do tipo Delta C e áreas cerebrais que reagem estimulando o ritmo de trabalho de vários órgãos.A esta altura, pode ser que você esteja se perguntando qual é a vantagem da acupuntura sobre os outros métodos de emagrecimento. O maior benefício associado à perda de peso, segundo os acupunturistas, é melhorar a saúde do corpo inteiro. "A acupuntura não trata só do sintoma, mas do todo. Quando o organismo está em harmonia, não guarda substâncias indesejáveis", assegura o médico Wu Tou Kwang, do Centro de Acupuntura e Terapias Alternativas, de São Paulo.




Postar um comentário