domingo, agosto 07, 2011

Roupas feitas de leite

Anke Domaske, uma designer de moda e microbiologista alemã, encontrou uma maneira de criar uma fibra especial a partir do leite que pode ser usada para fazer toda uma coleção de “eco roupas”.

A designer de 28 anos de idade percebeu que há mais no leite do que os olhos conseguem enxergar e, como ela sempre teve uma queda pela ciência, junto uma equipe e passou anos fazendo experimentos para transformar o líquido em fio.

O resultado foi verdadeiramente revolucionário. Eles chegaram a uma mistura especial que contém uma proteína derivada do leite azedo, processada em laboratório. A substância é aquecida e pressionada por uma espécie de máquina de trituração para criar as linhas. A melhor coisa é que o leite utilizado tem uma temperatura abaixo de zero graus – normalmente, ele seria jogado fora.

Mas como é que uma designer apareceu com uma fórmula complicada para a criação de um tecido de leite?

Anke Domaske aprendeu a fazer roupas quando criança, com sua bisavó, que era modista. Mas ela também sempre teve uma paixão pela ciência (até ganhou um concurso de cientistas mirins). Depois que terminou a escola, Anke foi para Tóquio, onde vendeu camisetas que ela mesma fazia. Quando voltou, começou a estudar microbiologia e criou uma grife em paralelo. O resultado surpreendente surgiu do equilíbrio entre seus dois maiores interesses.

Uma das grandes qualidades da fibra do leite é que ela tem uma textura sedosa e, ao contrário da verdadeira seda, pode ser produzida sem o uso de pesticidas. O processo de fazer o tecido também é muito mais amigável ao meio ambiente e consideravelmente mais barato.

O tecido de leite é feito de proteína, e é possível lavá-lo normalmente, além de ser muito fácil de cuidar. Embora a maioria das pessoas veja o leite somente como um alimento, ele é realmente um maravilhoso recurso natural que pode ser usado para coisas com as quais ninguém nunca sonhou.

A coleção da fibra revolucionária de Anke Domaske foi apresentada recentemente e já recebeu elogios de todo o mundo. O plano da designer é trabalhar em uma linha masculina daqui pra frente. Os itens de sua grife custam entre R$ 340 e R$ 450, o que não lá é muito caro para o mercado de “eco luxo”. [OdittyCentral]
Postar um comentário