segunda-feira, julho 23, 2012

Cartucho jato de tinta inspirado no olho humano nunca entope

Redação do Site Inovação Tecnológica - 18/07/2012
Impressora jato de tinta inspirada no olho humano nunca entope
O mecanismo é semelhante à película finíssima de óleo que impede a camada de lágrimas de se evaporar do olho. O que é feito pelo piscar em nosso olho, é feito por uma corrente elétrica no cartucho antientupimentos. [Imagem: Almeida/Kwon/JMS]
Limpeza de cartucho
Uma nova tecnologia inspirada no olho humano promete acabar para sempre com os entupimentos dos cartuchos das impressoras jato de tinta.
Para limpar os bicos entupidos, a maioria das impressoras usa um "disparo" de tinta fresca para romper a crosta de tinta seca que se forma quando a máquina não é utilizada constantemente.
Ao longo do tempo, esta operação de limpeza desperdiça uma grande quantidade da tinta, reduzindo a vida útil dos caríssimos cartuchos - sem contar que, algumas vezes, a operação de desentupimento não tem sucesso, e então o cartucho é perdido de vez.
A nova tecnologia elimina o desperdício ao dispensar o esguicho de tinta.
Cartucho que pisca
A invenção utiliza uma gotícula de óleo de silicone para cobrir a abertura de cada um dos bocais de saída de tinta quando eles não estão em uso.
O mecanismo é semelhante à película finíssima de óleo que impede a camada de lágrimas de se evaporar do olho. Quando piscamos, as pálpebras espalham e uniformizam essa película de óleo sobre a camada de lágrimas.
Contudo, na escala minúscula de cada um dos bocais de jato de tinta - que disparam picolitros de tinta -, obturadores mecânicos que tentassem imitar as pálpebras não iriam funcionar, porque eles ficariam presos no lugar pela tensão superficial.
Riberet Almeida e Jae Wan Kwon, da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, tiveram uma ideia melhor - eles criaram uma "piscada elétrica".
Em vez de um dispositivo mecânico, uma gotícula de silicone é movida para cima e para fora do bocal por um campo elétrico. A coordenação precisa dos movimentos garante que o "olho da impressora" estará sempre aberto quando necessário, mas sempre protegido quando fora de uso.
"O olho e um bocal de cartucho de jato de tinta têm um problema em comum: eles precisam permanecer abertos, mas não podem secar. Nós usamos a biomimética, a imitação da natureza, para resolver um problema humano," disse Kwon.
Impressoras 3D que não entopem
A tecnologia poderá ter outros usos, além das tradicionais impressoras jato de tinta.
"Outros equipamentos de impressão utilizam mecanismos semelhantes às impressoras jato de tinta," explica Kwon.
O pesquisador refere-se sobretudo aos equipamentos de prototipagem rápida efabricação aditiva.
Inicialmente utilizados por engenheiros e projetistas, eles hoje já permitem a fabricação de aviõesimplantes médicosossos artificiais e até robôs.
Essas chamadas impressoras 3D disparam correntes de plástico líquido através de bicos, em um sistema similar ao de uma impressora jato de tinta.
O líquido é espesso e pegajoso, inviabilizando até mesmo o sistema de "disparo" de gotas para limpeza. Quando entopem, o jeito é substituir o bico. Um bico que saiba "piscar", usando a nova tecnologia, poderá durar muito mais.
Bibliografia:

Nonvolatile Liquid-Film-Embedded Microfluidic Valve for Microscopic Evaporation Control Without Stiction Problem at Liquid-Air Interfaces
Riberet Almeida, Jae Wan Kwon
Journal of Microelectromechanical Systems
Vol.: Accepted for publication
Postar um comentário