quarta-feira, dezembro 28, 2011

São Paulo inicia programa de proteção e limpeza da Guarapiranga

















O objetivo é melhorar a qualidade ambiental de um dos principais mananciais que abastece a região metropolitana de São Paulo, minimizar riscos à qualidade da água, conter a ocupação de Áreas de Preservação Permanente (APP), e garantir condições de múltiplos usos da Guarapiranga, como a prática de lazer e de esportes náuticos.
O governador deu início nesta terça-feira, 27/12 às operações do Nossa Guarapiranga - Programa de Proteção e Limpeza do Reservatório Guarapiranga,onde um conjunto de ações serão realizadas .
"Estamos iniciando pela Guarapiranga que é uma grande fonte de abastecimento de água São Paulo. São 11 barreiras para evitar que o lixo chegue à represa. Vamos começar com 20m³ de lixo presos por dia nessas ecobarreiras, então não vai chegar à represa nem plástico, garrafa pet, vidro, todo tipo de sujeira. E em maio, começa um barco feito especialmente para isso, para tirar a sujeira de águas mais profundas", afirmou o governador.
Foram instaladas 11 barreiras ("ecobarreiras") de contenção de lixo nos deltas dos principais córregos que deságuam na represa. Também foram contratados 10 botes para coletar a sujeira retida e um barco para fazer o transbordo do lixo recolhido, que seguirá para aterros sanitários regulares. A meta é recolher 20 m³ de resíduos por dia em média.
Para tanto, serão investidos R$ 12,2 milhões ao longo da vigência do contrato, que tem duração de 28 meses, ou seja, até outubro de 2013 e já está operando.
Também como parte do Nossa Guarapiranga, em abril próximo um barco de grande porte entrará em operação, destinado à coleta de lixo em profundidades de até 6 metros.
 Além disso, a Sabesp está adquirindo uma segunda embarcação de porte que cuidará da retirada de macrófitas (algas), cujo crescimento excessivo tem ocasionado transtornos ao abastecimento público, em razão do entupimento das grades da captação, e vem afetando o uso das águas da Guarapiranga para atividades náuticas e de lazer. Este barco também tem entrega prevista para abril de 2012. A Fundação Unesp foi contrata para fornecer um plano de manejo e controle que definirá as condições da retirada da vegetação aquática.
Os benefícios alcançarão diretamente as cerca de 1 milhão de pessoas que vivem nas proximidades da Guarapiranga e, indiretamente, 2 milhões de habitantes abastecidos com as águas do manancial .
Postar um comentário